6 de setembro de 2019

Pet Experience - 2019



Aconteceu nos dias 30 e 31 de Agosto e 01 de Setembro no São Paulo Expo, a primeira edição da Pet Experience. Segundo o site "A Pet Experience vai trazer para São Paulo um mundo de imaginação e diversão para os bichinhos e toda a família! Serão 13 Mil m² de muitas atrações para você sair da rotina! Venha curtir o seu fim de semana na Pet Experience".

Compareci ao evento no dia 30 de Agosto. Não sei bem o que eu esperava encontrar na feira, mas não me senti totalmente satisfeita com o que encontrei por lá. A entrada estava bem sinalizada e não tinha filas para entrar no evento. Após passar as catracas, nos deparamos com uma pista enorme onde aconteciam competições e demonstrações de agility com cachorros.

Estande Royal Canin - *Foto: Pet Experience - Facebook
Falando em organização, não tive problemas em encontrar nada, pois estava tudo sinalizado com placas grandes e suspensas, o que te permitia ver as informações mesmo com a feira lotada. Existiam diversos pipi stops, mas nada impedia que os cães fizessem xixi onde estavam, o que tornou o deslocamento pela feira dificil, já que você precisava olhar mais para o chão do que para o que estava acontecendo.

Absolutamente TUDO tinha fila. Não sei se a expectativa dos organizadores era baixa, mas para fazer qualquer coisa, até pegar um brinde, era necessário ficar numa fila enorme. Para quem queria se aventurar com seu cão na área Dog Play, era preciso enfrentar uma fila bem demorada e o espaço em geral parecia não estar preparado para comportar a quantidade de cães que entraram no evento.

Agora vem a parte que mais me decepcionou, a área Cat XP. Segundo o site, a área Cat XP era uma área para "os amantes dos felinos também têm espaço garantido no mundo Pet Experience! Uma área com instrutores da Wellfelis e gatinhos da ONG Adote um Gatinho". Era impossível chegar perto da área Cat XP uma vez que colocaram ali a fila para conhecer o Jackson Galaxy. Os expositores não conseguiam dar atenção e as pessoas se aglomeravam para ver o Jackson, o que me impediu de conseguir chegar perto dos instrutores ou dos gatinhos da ONG.

Jackson Galaxy *Foto: Pet Experience - Facebook
Fiquei um pouco decepcionada pois não haviam produtos para serem comprados na hora. Claro que as ONGs estavam vendendo seus produtos por ali, mas  mesmo com muita exposição de areia para gatos não vi caixinhas de areia fora do comum, novidades para gatos ou mesmo brinquedos que costumamos ver gatos de outros países usando. Queria novidades e só encontrei mais do mesmo.

A Expo Felinos era uma tristeza só. Gatinhos cansados, enfiados em gaiolinhas de pano com a água e a comida do lado da caixa de areia, cercados por cachorros e pessoas, sem espaço para se movimentar. Mesmo chamando e falando com os gatos, eles não faziam nada além de ficar deitados. Uma judiação manter gatinhos por mais de dez horas naquelas condições, deveriam ter pensado um pouco melhor sobre a estrutura para a Expo Felinos.

Espero que, para 2020, o evento cresça mais e que os organizadores e apoiadores pensem melhor no que não deu muito certo este ano e aprimorem para o próximo ano, principalmente com relação às atividades para gateiros e novidades para pets.

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2014 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo