1 de outubro de 2018

Tarde Demais - Colleen Hoover

Título Original: "Too Late" | Autor(a): Colleen Hoover | Gênero: Romance | Ano: 2018 | Páginas: 384 | Editora: Galera Record | Skoob | Ler um Trecho | Data da Leitura: 27/08/2018

Sinopse: A autora best-seller do The New York Times está de volta com um romance ainda mais sombrio, intenso e assustadoramente real.
Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida. 
Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida. 
A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável.
Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.

"Tarde Demais" vai nos contar, ou promete que vai nos contar, a história de Sloan que, para dar uma vida melhor ao seu irmão mais novo, se envolve em um relacionamento com Asa que comanda um enorme esquema de tráfico de drogas dentro de uma universidade. A narração é dividida entre os três personagens principais, Sloan, Asa e Carter que aparece despretensiosamente na vida de Sloan e Asa para desmascarar certas pessoas.

Eu tinha tanto para falar sobre esse livro e não conseguia. Ficava parada na frente do notebook imaginando o que ia escrever sobre a história de Sloan e Carter e não conseguia pensar em nada além de CLOSE ERRADO. Essa é a unica frase que vem à minha cabeça quando alguém me pergunta se o livro é bom. Aviso que essa resenha poderia ser bem maior e era, mas suprimi algumas partes que acabariam ferindo certas sensibilidades.

Vamos começar falando sobre os personagens. Muitos dizem que Sloan não vivia um relacionamento abusivo e sim, era uma prostituta, trocando sexo por vantagem pecuniária que ela acreditava estar valendo a pena. Algumas pessoas acreditam que era muito fácil Sloan sair de seu relacionamento abusivo e outras acreditam que ela não tinha essa capacidade e era vítima das loucuras e abusos de Asa, portanto, não vou me aprofundar nesse assunto

Por muitos capítulos ela é colocada no papel de vítima, mas a autora sempre frisa que a personagem é muito inteligente e esperta e, em outros momentos, Sloan se torna uma péssima pessoa em todos os sentidos e tem atitudes controversas, indicando não ser muito confiável. Portanto, durante toda a leitura, me questionei se ela estava mesmo em um relacionamento abusivo (que a história indica desde o primeiro capítulo) ou se acreditava estar presa em um relacionamento abusivo e os abusos acontecia porque, de certa forma, ela permitia que acontecessem.

Carter é o menino policial que tinha tudo para roubar nossos corações. No início, acreditei que ele fosse, realmente, um personagem excepcional e que nos renderia cenas ótimas de amor não correspondido ou, mesmo que correspondido, um amor sofrido e difícil de acontecer. Infelizmente, o personagem é desmascarado muito no inicio do livro, colocando todo o seu disfarce e de seu amigo em risco, além de se mostrar totalmente despreparado para ser um policial infiltrado. Como alguém que já se infiltrou em dezenas de outros casos consegue ser tão leviano como Carter? Para resumir, o personagem é tão fraco que chega a dar pena.
"Preciso lembrar a mim mesmo que estou aqui por um motivo... E este motivo não é Sloan."
Asa, por sua vez, é um vilão tão detestável que, aos poucos e por motivos óbvios, começamos a nutrir certa empatia. É o único personagem bem trabalhado no livro inteiro e, talvez, esse tenha sido o maior erro da Colleen, humanizar um agressor a ponto de tomar o protagonismo da vítima e nos fazer questionar algumas "verdades" que NÃO deveriam ser questionadas. 

O que me parece é que a autora perdeu tanto tempo trabalhando em Asa que esqueceu-se de todos os outros personagens e em como eles cometiam uma burrada atrás da outra. Me parece, também, que a autora se apegou e ficou incrivelmente eufórica com os comentários que recebia na plataforma online onde publicava, que se esqueceu de trabalhar a história e fez um grande desserviço para todos os que leem. 
"É trágico.
E é onde o amor encontra você... Nas tragédias."
"Tarde Demais" não tem nada de romance sombrio, não chega nem perto de ser intenso e está muito longe, mas muito longe MESMO de ser assustadoramente real.

O livro todo é uma perda de tempo, uma loucura sem sentido, cenas absurdas como transar na frente de alguém baleado por vingança (isso só citando um caso). Cenas de sexo, estupro e abuso psicológico são salpicadas pela história como quem coloca virgulas em um texto sem saber o que está fazendo, enfim... Ainda não sei porque insisti em terminar essa leitura.

Como vi uma pessoa dizendo por ai "'Tarde Demais' para recuperar o tempo perdido lendo esse livro". Esse foi o único sentimento que me sobrou quando enfim, terminei a história e todos aqueles epílogos que, diga-se de passagem, não somam nada além de vergonha alheia pelo que a autora acabou criando. 

"Tarde Demais" é um desserviço para a sociedade, um insulto para as mulheres, um absurdo ter sido publicado e uma perda de tempo de maneira geral.

_ _ _ _ 

Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Colleen se formou na Texas A&M University-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou com vários projetos de ação social e de ensino, até começar sua carreira como escritora.

1 comentários:

  1. Menina, sua resenha me deixou impactada!
    Antes de mais nada preciso dizer que você escreve muito bem. Agora, quanto ao livro, nunca tinha visto ninguém fazendo uma resenha negativa sobre um livro dessa autora! Talvez por isso o choque inicial, outra coisa: sempre vejo nas resenhas as pessoas falando do quanto ela denuncia os closes errados. Saber que nesse livro ela faz o inverso é, no mínimo, chocante.
    Gostei de ler sua opinião diversa sobre esse livro. Ainda quero ler alguma obra de Colleen Hoover para formar a minha própria, contudo, não começarei por essa.

    ResponderExcluir

 
© LuMartinho | 2014 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo