10 de setembro de 2018

Na Ilha - Tracey Garvis Graves


Título Original: "On the Island" | Autor(a): Tracey Garvis Graves | Gênero: Romance | Ano: 2013 | Páginas: 288 | Editora: Intrínseca | Skoob | Ler um Trecho | Data da Leitura: 23/08/2018

Sinopse: Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares para um adolescente. T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo o que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que perdeu na escola. Anna e T.J. embarcam rumo à casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas infestadas de tubarão do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos em uma ilha desabitada. De início, tudo o que importa é sobreviver. Mas, à medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos torna-se homem.

"Na Ilha" nos conta a história de Anna, uma professora com 30 anos e cansada do seu relacionamento que não evolui para um casamento sólido e T.J Callahan, um garoto de 16 anos que se recupera de um câncer, mas não quer ir a lugar nenhum com a sua família, só quer aproveitar os amigos e o tempo perdido durante o tratamento do câncer. Embarcados em um hidroavião e diante de uma grande tragédia, Ana e T.J jamais imaginariam que suas vidas estaria para mudar para sempre.

Essa é uma leitura do Projeto Livro Viajante que consiste em um grupo de amigos, onde cada um escolhe um livro que significou algo para si e que será lido por todos os participantes, seguindo uma sequência. Recebi "Na Ilha" lá pelo mês de agosto... de 2015!!

Sim, completaram três anos que estou com essa leitura para fazer, mas o que me consola é saber que o livro que enviei ainda não voltou pra mim, então não sou a rainha dos atrasos, talvez esteja ali batalhando pelo primeiro lugar!!

Bom, a Camilla enviou esse livro com uma cartinha muito fofa e sempre bateu na tecla de que a história era muito fofa e de que eu me apaixonaria por ela. Romance não é bem meu foco de leitura, gosto de coisa mais sombrias e sofridas, mas a ideia do projeto é se arriscar por livros favoritos das outras pessoas.

A escrita de Tracey me agradou bastante. Li o livro em duas noites, então a história fluiu bem para que a leitura fosse tão rápida. O que mais me deixava angustiava, eram as cenas das dificuldades que Anna e TJ passam na ilha. Tracey descrevia com tantos detalhes que as cenas tornavam-se desesperadoras. É quase impossível não se colocar no lugar deles ao imaginar o que estavam sentindo ou passando.
"Sempre pensei que o desejo por um filho fosse uma coisa que acontecesse de forma lenta, mas um dia simplesmente apareceu."
É quase impossível, também, não sentir afeição pelo casal principal. Um amor que seria quase improvável em condições normais, se torna a única coisa na qual o casal se agarra e é isso que dá forças e esperanças para que continuem um dia após o outro.

A maneira como o casal se livra da ilha é tão inesperado e angustiante que se torna uma cena muito surpreendente. Na verdade, a certa altura do livro, achei que eles não sairiam mais da ilha, que morreriam se amando, sozinhos.

A autora fez um bom trabalho com os personagens e quase cheguei a acreditar novamente no amor (mentira!). Anna é mais bem trabalhada que T.J. Não me apeguei facilmente ao T.J., demorei vários capítulos para começar a achar que ele estava sendo verdadeiro e merecia um pouco da minha confiança.

"Na Ilha" é aquele romance aguinha com açúcar para ser lido em um domingo frio e na companhia de um chá quentinho.

_ _ _ _ 


TRACEY GARVIS GRAVES mora no Iowa com o marido e dois filhos. Na ilha, seu primeiro romance, tornou-se um best-seller do New York Times, teve os direitos de publicação vendidos para 26 países e será adaptado para o cinema.



0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2014 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo